Category: Curiosidades

Vantagens da energia solar na quarentena

Enquanto o mundo se adapta à pandemia e espera um “novo normal” pós-Covid19, a realidade econômica é preocupante, já que uma recessão – que levaria anos para ser revertida – pode acontecer.

 

O aumento do uso de eletricidade, devido às pessoas estarem mais dentro de casa, causou tensão extra na rede elétrica, tornando a rede menos confiável do que normalmente é.

 

Enquanto as empresas de serviços públicos estão pedindo empréstimo ao governo e se preparando, os cidadãos brasileiros também devem fazer o mesmo.

 

É necessário se organizar financeiramente, a fim de se evitar o aumento da conta de luz e as grandes taxas cobradas pelas concessionárias.

 

As incertezas econômicas que o país vive e a necessidade cada vez maior de ter um planejamento financeiro e economizar, fizeram com que a energia solar se tornasse uma grande aliada ainda maior nesse momento.

 

Se você está procurando formas de economizar e ainda ter um rendimento, ao mesmo tempo, sua melhor opção está no fotovoltaico. Aqui estão as principais razões sobre porque o investimento solar oferece segurança, proteção estabilidade:

Retornos estáveis

Seu sistema solar começará a gerar eletricidade no primeiro dia em que for ligado. Depois de poucos anos gerando a própria energia, ele contribuirá com economias suficientes para pagar pelos custos de equipamento e instalação.

Cada kWh que sua empresa ou sua casa usa se transforma em dinheiro que você pode gastar ou investir em outro lugar.
E, mesmo com a economia sob pressão de uma recessão, seus investimentos em energia solar são de baixíssimo risco, oferecendo um retorno estável.

A Agência Internacional de Energia prevê que a energia solar seja a fonte de energia mais predominante até 2040 e, antes que os preços aumentem, pode ser uma boa opção para você investir, logo no início.

Com o fotovoltaico, você produz sua própria energia, não “comprando” mais da rede. Isso faz com que você crie sua independência energética, não sendo mais afetado pelo aumento das contas de luz e taxações.

Learn More

3 fatores positivos para instalar o seu sistema fotovoltaico no verão

Investir na produção de energia por meio da luz solar é sempre uma opção vantajosa, não importando a época do ano. No Brasil, temos o privilégio de receber grande incidência de radiação solar, o que é ainda melhor para quem produz sua própria energia. Acesse e veja 3 fatores / motivos pelos quais você deveria considerar a energia solar

Learn More

84% dos brasileiros consideram a energia elétrica cara ou muito cara, segundo pesquisa

Pesquisa Ibope Inteligência de 2020, encomendada pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel), revelou que grande parte dos brasileiros segue insatisfeita com o valor da energia no país. A pesquisa ouviu 2 mil pessoas por todo o país, entre os dias 24 de março e 1º de abril.

Para a Abraceel, o valor pago pelos consumidores tem se tornado cada vez mais evidente nas despesas das famílias, sendo um gasto fixo e que pega grande parcela do orçamento familiar, o que aumenta ainda mais o seu descontentamento.

Em 2014, quando foi realizada a primeira pesquisa, 67% dos entrevistados consideravam a energia cara ou muita cara. Após este ano, em 2019, este número bateu recorde de 87% dos brasileiros concordando que o valor da energia é extremamente alto.

 

Impostos Caros

Atualmente, a energia elétrica é um dos serviços com mais cobrança de taxas no país, uma vez que a arrecadação de impostos por meio da conta de luz, incide em diversos outros impostos – federais, estaduais.

A falta de liberdade na escolha das distribuidoras é outro ponto que deixa os consumidores muito descontentes, uma vez que não há livre mercado neste setor.

As constantes taxações e aumentos de valor deixam o consumidor com muitas dúvidas e incertezas, pois não conseguem prever o quanto irão gastar e se sofrerão algum aumento ou taxa de última hora.

 

Produção Própria
Quando perguntados se gostariam de gerar sua própria energia em casa, 90% dos entrevistados disseram que sim, número 13% maior que em 2014.

A energia solar vem recebendo grande incentivo no mercado brasileiro. Os aparelhos estão cada vez mais modernos e com preços acessíveis, além da consciência sustentável que progride cada vez mais.

Então, por que ficar gastando com contas caras se você pode converter este dinheiro em valorização para o seu imóvel?!

Fale com um de nossos consultores e comece a economizar agora mesmo!

Learn More

O verão e a Energia Solar

A pandemia já fez com que as pessoas ficassem mais em suas residências, junta-se a isto, o fato do verão estar começando este mês e o aumento na conta de energia é certo. No verão, muitas regiões sofrem com o calor extremo, principalmente o que tem acontecido nos últimos anos. Mas, é complicado pensar em dormir com o ar condicionado bem gelado se depois terá que enfrentar um rombo nas contas de consumo de energia elétrica.

E, para piorar, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que os consumidores irão pagar uma taxa extra na conta de luz a partir de 1o de dezembro. Apesar de ter afirmado em maio que não haveria cobrança extra por conta da pandemia, a agência passará a cobrar a bandeira vermelha patamar 2, a que possui maior valor no sistema de bandeiras. A decisão foi revogada porque o Brasil retornou aos patamares de consumo anteriores ao início da pandemia.

Porém, segundo a Aneel, há o comprometimento na oferta de energia em razão dos baixos níveis dos reservatórios. Assim, o uso da bandeira vermelha voltou a ser
necessário.

 

O consumo de energia

A estação mais quente do ano tem suas vantagens: poder se vestir de forma leve, tomar sorvete e entrar na piscina. Mas, o conforto fica prejudicado nos dias de calor, e, consequentemente, para se manter bem, o gasto de energia elétrica aumenta, e não é pouco.

De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética – instituição que presta serviços ao Ministério de Minas e Energia – o consumo de energia elétrica no Brasil em outubro de 2020 totalizou 42.426 GWh, representando avanço de 3,5% em relação ao mesmo mês de 2019.

Trata-se do terceiro avanço consecutivo em 2020, com a maior taxa mensal, desde fevereiro de 2019, e maior consumo total mensal da série histórica, iniciada em 2004.

Todas as regiões apresentaram expansão do consumo de energia, dando continuidade ao movimento de avanço disseminado por todo o País iniciado em setembro. A região Norte (+6,5%) segue como destaque, acompanhada pelas regiões Centro-Oeste (+6,2%), Sudeste (+3,3%), Nordeste (+2,9%) e Sul (+1,9%).

Em variação absoluta de consumo, destaque para a região Sudeste que apresentou expansão de 675 GWh, mais que o triplo da expansão em GWh registrado pelo Centro-Oeste que aparece em seguida com 214 GWh.

 

Como gastar menos

É impressionante como o uso de energia aumenta cada vez mais, não é mesmo?! E, existem aparelhos eletrônicos que consomem energia constantemente, ou seja, gasto contínuo. Por isso muitas pessoas optam pela tentativa de racionamento de energia, evitando determinados aparelhos e horários. Mas, e se falarmos que existe um jeito de você economizar na conta de energia e continuar aproveitando todos os aparelhos que o verão pede!?

Com a energia fotovoltaica você pode! Instalando o seu projeto, você começa a economizar imediatamente! Quer saber como? Entre em contato com a nossa equipe e saiba todos os detalhes.

Learn More

Home Office e o gasto de energia

O Coronavírus tornou-se uma realidade que mexeu com a situação de todo o
mundo. Diversos casos confirmados que resultaram na decisão do Ministério da Saúde de pedir para que a população que pudesse, ficasse em suas residências.

Com isso, o uso do espaço tornou-se escritório além de casa. Com isso, o que aconteceu foi que alguns gastos foram cortados, como deslocamento, alimentação fora de casa, etc. E, por outro lado, outros gastos aumentaram, como, com a conta de energia.

 

O aumento nos gastos

Com a presença de todos em casa com mais frequência, os gastos com energia tendem a aumentar drasticamente. Ar condicionado, ventilador, televisão, computadores e mais os equipamentos que ficam frequentemente ligados, como geladeira e fogão.

A economia pode não ser tão grande assim, principalmente, no caso da energia elétrica, que é tão necessária, mas que passa por instabilidades tarifárias, taxas extras e aumentos inesperados. A busca por alternativas que ajudem na diminuição dos gastos tem sido constante, já que a conta de energia é uma das despesas mais caras de uma residência.

Outra grande questão é a inflação energética que pode ser aplicada em momentos
de dificuldade na produção de energia, assim, cobram-se taxas extras na conta para suprir os gastos com a produção. Ela é, basicamente, uma taxa cobrada pelo aumento do preço da tarifa de energia elétrica em um período. De acordo com pesquisa do Instituto de Desenvolvimento do Setor Energético, o Ilumina, nos últimos 20 anos, as tarifas de energia elétrica subiram 107% acima do índice de inflação.

Com esse dado, é possível prever que nos próximos anos, a inflação energética siga aumentando continuamente. Um gasto bastante considerável, não é mesmo!? Principalmente, se pensarmos nos termos atuais, em que as pessoas estão ficando em suas residências cada vez mais. Seguir trabalhando em casa resulta em mais gastos.

 

O fotovoltaico e a Inflação Energética

Se pensarmos que a energia fotovoltaica pode reduzir em até 95% o valor da conta de energia, ela é uma ótima solução para não ficar refém de oscilações na conta e da inflação energética.
Um sistema fotovoltaico produz energia de qualidade, limpa e suficiente para uma residência por décadas. Instalando um sistema fotovoltaico você reduz – quase zerando – sua conta por, no mínimo, 25 anos, não precisando se preocupar com taxas, custo alto de contas ou inflações que te pegam desprevenido.

Em 2019, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), divulgou previsão de que a tarifa de energia elétrica teve aumento de 230% nos últimos 18 anos. Assustador, não é mesmo!? Com o home office sendo possibilidade para grande parte da população, a conta de energia segue aumentando e, com isso, você paga ainda mais taxas da inflação.

 

Faça as contas e comprove! A conta de energia alta é um gasto muito grande e você pode resolvê-lo!

 

Fale conosco e faça um orçamento! Nossa equipe está preparada para tirar todas  as suas dúvidas.

Learn More

O que é necessário para instalar meu sistema fotovoltaico?

O Kit de energia solar
O sistema fotovoltaico possui um kit básico com os equipamentos necessários para gerar energia. São eles:

Painel Solar Fotovoltaico
São as placas solares que ficam no telhado. Cada uma delas possui uma potência máxima de geração e, quando em conjunto, elas conseguem atender um imóvel por completo.

Assim, cada projeto tem a quantidade exata de placas que serão necessárias para atender o consumo.

Inversor Fotovoltaico Interativo
O inversor é o aparelho que adapta a energia das placas para que ela se torne utilizável. Ele, também, injeta a energia excedente na rede elétrica. E, por fim, funciona como sistema de segurança, desligando a ligação com a rede em caso de queda da energia.

Caixa de Junção / String box
São os componentes para proteção dos módulos contra surtos de redes e demais
danos elétricos. Nela também fica a chave que liga e desliga o sistema para quando são feitos reparos e manutenções.

Estruturas de suporte
São os acessórios utilizados para fixação dos aparelhos. A escolha deles varia de acordo com o projeto.

Eles também são utilizados caso não seja possível a instalação do painel diretamente no telhado. Então, será feita uma estrutura para montagem das placas no solo.

Cabeamento
São os cabos e conectores utilizados para a ligação elétrica entre os equipamentos
do kit fotovoltaico.

 

O processo para fazer seu projeto
O processo para obter o seu sistema é bem simples!

 

1. Orçamento
Solicite seu orçamento com a Solstar! Nossa equipe está preparada para fazer uma
simulação e avaliação junto com você.

O orçamento contém as informações do seu projeto, como, por exemplo:
● Marca e modelo dos equipamentos;
● Estimativas de produção e retorno do sistema;
● Valor final;
● Mão-de-obra.

 

2: Projeto
Depois de analisar o orçamento, chega o momento de fazer seu projeto. A equipe técnica vai até o local e faz uma visita técnica. Com isto, conseguem coletar informações para o projeto ficar bem instalado!

Eles olham o espaço disponível, o telhado, a área, etc.

 

3: Instalação
A instalação do sistema é rápida! Os equipamentos são instalados, conectados e testados, de acordo com os protocolos de segurança e higiene.

E, o acabamento deve ser bem feito! Fique atento!

 

Passo 4: Conexão
Agora sim tudo começa! A conexão do sistema com a rede elétrica é o que faz a economia começar! A própria equipe da distribuidora fica responsável por essa parte. Ela vai até o local realizar a vistoria da instalação e se estiver tudo ok, o relógio medidor é alterado para o bidirecional.

É ele que permite medir tanto a energia que vem da rede quanto a energia injetada
pelo sistema fotovoltaico.

 

Pronto! Agora você está gerando sua própria energia!

 

Ficou interessado!? Entre em contato com a nossa equipe e faça um orçamento.

Learn More

Consumo Instantâneo: O que é e como economizar

Depois que é feita a instalação do sistema de energia solar fotovoltaico, podem surgir algumas dúvidas sobre a geração de energia e os dados para sua leitura. Isso pode acontecer porque algumas informações de geração aparecem na fatura de energia do micro e mini gerador e outras não. Um destes dados que nem sempre é percebido, é o que chamamos de consumo instantâneo.

 

O que é Consumo Instantâneo

O consumo instantâneo é a energia gerada pelo sistema fotovoltaico e consumida instantaneamente. Todos os aparelhos que ficam ligados constantemente são parte do consumo instantâneo. A geladeira, o microondas, o ar condicionado ligado, o chuveiro, eles estão consumindo energia instantaneamente.

 

Esses aparelhos que necessitam de ligação constante na rede elétrica, são os que mais contribuem para uma conta de energia cara. Como seu uso é feito sempre, eles acabam ficando ligados o tempo todo na tomada e consumindo grande quantidade de eletricidade.

 

Por isso, a energia fotovoltaica é uma ótima alternativa para quem possui muitos aparelhos que fazem consumo instantâneo. O impacto proporcionado na conta de luz por um gerador fotovoltaico é muito positivo.

No período diurno, a energia sai das placas fotovoltaicas, indo diretamente para o consumo dos aparelhos conectados ao sistema e que necessitam de energia constante para seu funcionamento.

Tal detalhe, deve ser lembrado no momento de calcular a eficiência do seu sistema fotovoltaico. A energia total gerada pelo sistema é a soma do consumo instantâneo com a energia injetada na rede da concessionária.

 

Como funciona

1. O Sistema produz energia diariamente, convertendo a luz direta do sol em
energia elétrica.

2 A energia gerada, após os processos de conversão para o padrão de corrente alternada, é utilizada para alimentar as cargas que estão em uso, ou seja, para o consumo instantâneo. Nos momentos em que a geração excede o consumo instantâneo destas cargas, ela é injetada na rede de distribuição. Quando a geração diminui, a energia adicional que o sistema necessitar é consumida da rede.

3 O fluxo de energia é bidirecional. Um novo medidor bidirecional contabiliza a diferença entre a energia injetada e a energia consumida da rede. A nova fatura mensal passa a ser o valor líquido desta diferença.

4 A rede de distribuição local é utilizada como uma bateria extra para armazenamento temporário e gratuito da energia excedente. Se no final do mês a geração superar o consumo, o excedente fica armazenado na forma de créditos de energia, que podem ser compensados nos meses subsequentes em até 5 anos. Está vendo?! Gerar a própria energia é um ótimo caminho para diminuir a conta de energia e continuar usufruindo dos seus aparelhos elétricos, sem receio das oscilações de taxas na conta de energia.

 

Quer saber mais? Faça um orçamento conosco!

Learn More

Como o sistema fotovoltaico pode valorizar o seu imóvel

No Brasil, a busca por sistemas fotovoltaicos está crescendo de forma significativa. Somos um dos países com maior potencial de radiação solar, uma vez que o sol em nossas terras, brilha em abundância, as formas mais modernas de produção de energia vêm sendo cada vez mais aproveitadas e discutidas.

E, este novo momento de conscientização sobre novas maneiras de geração de energia, destaca um outro tópico: a valorização dos imóveis com sistemas de energia solar instalados.

A aquisição de um sistema fotovoltaico faz toda a diferença, pois valoriza em até 10% o seu imóvel e pode ser um fator determinante para fechar negócio. Compradores estão dispostos a pagar mais por locais que tenham sistema fotovoltaico instalado. Para você, uma pergunta: entre uma casa com conta de luz que exige um gasto e outra com a conta de luz quase zerada, qual você escolheria?

 

Mas, por que valoriza?

Analise a situação conosco, com a fonte de geração de energia solar, pagando menos na sua conta de energia desde o momento da homologação do sistema. As casas com fotovoltaico costumam ser avaliadas e vendidas a preços mais elevados do que as casas com energia elétrica comum. Considerando essa economia, nada melhor do que buscar imóveis que já tenham esse diferencial para que a conta de energia seja menos um item para se preocupar.

 

Os sistemas de energia solar agregam valor às propriedades e o setor imobiliário está desenvolvendo meios mais exatos de determinar com precisão o valor de mercado da energia solar, bem como o valor financeiro das propriedades equipadas com os sistemas.

 

O futuro da Energia Solar

No nosso país, a estimativa é de que o atual momento é dos melhores para investir na energia solar. Mesmo com o retorno a médio e longo prazo, o impacto já aparece logo no início e, posteriormente, terá a valorização na venda do imóvel.

Desde o ano passado, o Brasil registra uma crescente no número de instalações de sistemas fotovoltaicos, impulsionada, principalmente, pela alta nas tarifas de energia elétrica e as incertezas das taxas cobradas que aumentam constantemente. Outro grande motivo é a redução de custo dos sistemas de energia solar e a ampliação das linhas de financiamento para esse tipo de projeto, que facilitam cada vez mais sua aquisição.

Os principais motivos para este crescimento foram a economia significativa na conta, e valorização do imóvel, além de acrescentar valor, também facilita na hora da venda.

Quer saber mais sobre como valorizar o seu imóvel e economizar?!

Fale com a Solstar!

Learn More

Como funciona a energia solar em dias nublados ou chuvosos?

Já pensou em instalar painéis solares em sua residência ou estabelecimento? E aí você se pergunta se ficará sem produzir energia nos dias nublados ou chuvosos?

Nós te falamos: Não! E vamos te explicar o porquê.

Apesar de estar se popularizando, o uso da energia solar ainda é novo e existem diversas dúvidas sobre seu uso. Uma das principais dúvidas é sobre a produção de energia em dias chuvosos ou nublados. Muitas pessoas acham que a geração de energia nesses dias é nula, porém não é bem assim.

 

Como funciona a energia fotovoltaica

A energia solar é uma forma de energia eletromagnética, que se propaga por ondas resultantes do Sol. Existem duas formas principais de utilizá-la: convertendo em energia térmica ou usando para produzir eletricidade.

Para a utilização da energia solar para gerar energia elétrica são necessários painéis específicos – os fotovoltaicos – feitos de silício. O efeito acontece quando o material semicondutor recebe a incidência de luz. Depois, ele consegue produzir energia ou corrente elétrica por diferença de potencial. Mas, nem toda irradiação solar pode ser aproveitada pelos painéis fotovoltaicos para gerar energia elétrica.

Durante o processo de transmissão de radiação, as nuvens a deixam passar de duas formas. A primeira é considerada irradiação difusa, e a segunda considerada irradiação direta. É esta última que interessa aos painéis fotovoltaicos. A produção de energia elétrica por eles só é possível quando recebem diretamente a irradiação emitida pelo Sol.

 

Como acontece a captação da irradiação solar em dias sem sol?

Os painéis solares funcionam a partir da recepção de irradiação solar. Então, durante todo o período em que o sol está aparente, é possível aproveitar a energia solar. Em dias nublados ou muito chuvosos, apesar de não ser possível ver nitidamente o Sol, a produção de energia existe, sim, pois o sol está lá. Porém, a produção será inferior à de dias ensolarados e com poucas nuvens.

Note que a produção não para, ela apenas diminui seu grau de funcionamento de captação solar. Pela maior concentração de nuvens prejudica o desempenho de irradiação.

 

Qual a possibilidade?
É possível compensar a baixa da produção em épocas de chuva intensa! São realizados cálculos para que os períodos ensolarados tenham produção elevada de energia, o que equilibra as taxas. Como nosso país tem sol em abundância na maior parte do tempo, o uso de uma pequena parcela de energia elétrica, já consegue suprir a necessidade.

Quer saber mais? Fale com a equipe Solstar. Estamos preparados para tirar as
suas dúvidas.

Learn More

Vantagens e Benefícios da Energia Solar

Apesar da economia na conta de energia ser a vantagem mais conhecida do uso da energia solar, existem outros benefícios que vamos listar hoje para vocês conhecerem. No Brasil, a energia proveniente de hidrelétricas fica cada dia mais cara e passa por períodos complicados nas épocas mais secas. Então, instalar um sistema fotovoltaico tem sido desejo de muitas pessoas.

 

Benefícios

1. Investimento

Um sistema solar fotovoltaico tem vida útil de no mínimo 25 anos. Com isso, após o pagamento do projeto, você para de gastar com as contas e fica livre. Você gera energia elétrica limpa, sustentável e de qualidade, sem pagar mais por isso.

O sistema fotovoltaico mostra-se muito viável, pois tem uma instalação rápida, oferecendo assim uma economia de imediato, com um retorno financeiro muito rápido.
A partir do fim do pagamento, o retorno passa a ser investimento!

 

2. Valorização do Imóvel

As residências com painéis fotovoltaicos instalados tem valorização considerável. Ao vender sua casa, você já oferece uma forma de economia de energia para quem está comprando, o que valoriza em média 10% o seu imóvel.

 

3. Sem ruídos e poluição

Ao instalar o sistema fotovoltaico, fique tranquilo pois ele não faz nenhum tipo de barulho! Em seu processo fotoquímico para gerar energia elétrica, chamado de efeito fotovoltaico, todo o processo é feito de forma silenciosa dentro de cada uma das células que compõem o módulo.

A instalação das placas pode ser feita em qualquer lugar, telhado ou solo e não irá causar incômodos ou gerar dejetos e poluentes nocivos à saúde e ao meio ambiente.

 

4. Agilidade e Facilidade de instalação
O processo de fechamento e instalação do projeto é ágil e simples! Não precisa quebrar paredes nem nada disto! O prazo médio das instalações costuma ser de 2 a 3 dias para casas.
O funcionamento do sistema também não tem complicações! Com tudo instalado, averiguado e configurado, a geração de energia elétrica começa!

 

5. Manutenção quase inexistente

O sistema fotovoltaico exige baixa manutenção tanto preventiva, quanto corretiva. A principal delas pode ser feita pelo próprio consumidor: a lavagem dos módulos semestralmente. Mas, apenas se as placas estiverem muito sujas pois elas possuem uma película antiaderente que previne o acúmulo de sujeira.

Agora que você já conhece as vantagens da energia solar, além da economia na conta, conheça a Solstar! Entre em contato conosco e tire suas dúvidas!

Learn More