Category: Curiosidades

Conta de luz cara? ENTENDA O PORQUÊ

A conta de luz está mais cara. As mais recentes informações no noticiário brasileiro não são muito animadoras para quem tem acompanhado um cenário de pandemia durante mais de 18 meses. Enquanto o avanço da vacinação nos traz uma visão otimista, esboçando uma tentativa de reação em termos sanitários, a economia vem tirando o sono dos brasileiros.

Quem está despontando nessa lista como a campeã de tiro curto é a conta de luz. O símbolo da vida adulta – quem não se sentiu mais adulto quando pagou a sua primeira fatura de energia? – que está em todos os lares, aparentemente, tem gostado de figurar entre as conversas sobre orçamento familiar.

 

Quer entender por que a conta de luz está mais cara e conhecer alternativas?

Anualmente, as operadoras de energia aplicam um ajuste nas tarifas decorrente da atualização monetária. Uma correção de valores em função da inflação que se aplica a todos os setores e que, no caso da energia, tem seu índice aprovado pela Aneel. 

O reajuste anual, a exemplo de uma série de outros índices, teve um aumento expressivo desde 2019, alcançando 6,94% em 2021, contra 3,25% em 2020 e 1,67% em 2019. Um crescimento médio anual de 100%. 

Fazendo as contas, somente o repasse da atualização monetária acrescenta R$9,49 a cada 100 kWh na bandeira tarifária – até 2020 o valor era de R$6,24. Ou seja, além do valor de consumo e dos impostos e encargos, a cada 100 kWh consumidos pela unidade, mais R$9,49 irão compor a fatura.

Em julho deste ano, o aumento na conta de luz já ultrapassou os 12% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. No entanto, veio em agosto a notícia de que, a partir de setembro, um novo aumento na base de 7% seria aplicado nas contas de energia de todo o país.

 

Conta de Luz cara

 

Novas bandeiras tarifárias e a crise hídrica

 O novo acréscimo é oriundo da criação da bandeira de escassez hídrica pela Aneel, faixa tarifária que carrega em seu próprio nome a explicação sobre o motivo da conta de luz estar mais cara.

O fator que mais tem impulsionado o aumento nos preços é a crise hídrica pela qual o Brasil vem passando e que assola os reservatórios das hidrelétricas, principal fonte geradora de energia no país. 

Com a expressiva redução de chuvas, os níveis de rios e reservatórios caíram significativamente, chegando a tristes 20% da sua capacidade e ocasionando a maior crise hídrica em mais de 90 anos.

 

Escassez de água

Devido a escassez de água e a dificuldade para manutenção dos reservatórios, o governo se vê obrigado a acionar as usinas termelétricas – mais caras e poluentes – a fim de evitar um apagão geral nas áreas de maior consumo. O custo desse acionamento é repassado ao consumidor pela fatura de energia, o que explica a conta de luz mais cara no cenário de crise hídrica.

A baixa diversificação da matriz energética brasileira também contribui bastante para o cenário. Hoje, a maior parte da energia elétrica gerada no país vem de hidrelétricas e, em casos extremos, de termelétricas. 

Por isso, muito tem se falado sobre energia eólica e, principalmente, energia solar. A construção de grandes parques eólicos ou estações de geração de energia solar tem mostrado sua eficácia por onde chegam e vem conquistando governos em todo o mundo.

 

Energia solar é a solução para conta de luz cara!

 

Energia solar e conta de luz cara

Bom, já deu para perceber que os principais fatores que ocasionam a conta de luz cara fogem ao controle da população, não é mesmo? Dependendo da energia que é entregue pela operadora, a única alternativa é economizar para reduzir a conta. 

Se os períodos chuvosos não começarem logo, um novo aumento não está descartado pelo governo, sem falar no risco de apagão, é claro.

A boa notícia é que já existe um caminho para conquistar a “independência” quando o assunto é geração de energia. A energia solar fotovoltaica é a principal alternativa para a economia na conta de luz, sem precisar esperar pelo governo ou pelas concessionárias. 

Proveniente da alta quantidade de radiação solar emitida diariamente, a energia solar fotovoltaica  tem como grande vantagem a redução indiscutível na conta de luz mais cara. Além disso, é oriunda de uma fonte renovável e que não impacta o meio ambiente de forma negativa.

 

Economia instantânea

Já no primeiro mês após a instalação, o sistema de energia solar residencial apresenta resultados que chegam a até 95% de economia na sua conta de energia. Em muitas unidades com o sistema solar fotovoltaico instalado, a energia gerada ao longo do dia é superior ao dobro do consumo da unidade. 

Você garante a demanda da sua casa e ainda apoia o sistema público injetando a energia excedente para o uso de outras unidades consumidoras.

No momento em que todo o país está sendo impactado pela escassez de chuvas, contar com o sol como fonte de energia é uma resposta pronta para a economia que traz consigo a tranquilidade de saber que a sua casa está contribuindo com a crise hídrica vivida pelo país.

 

Faça uma simulação sem compromisso

Ficou interessado em estar entre aqueles que investem em geração de energia limpa, eficiente e muito mais barata?

Faça agora mesmo uma rápida simulação com quem mais entende de energia solar. Assim você estima de quanto pode ser a sua economia e já pode chamar a Solstar para desenvolver o seu projeto e instalar o sistema fotovoltaico na sua casa. Depois disso, pode procurar um novo assunto, a conta de luz mais cara não vai ter espaço na conversa.

Learn More

Por que contratar uma empresa com certificação ISO 9001?

Qual a importância de contratar uma empresa com a certificação ISO 9001?

 

Você sabe o que é a ISO 9001? Essa certificação faz parte da série de normas da International Organization For Standardization (ou ISO), reconhecida e com acreditação pelo Inmetro. Seu objetivo é garantir a melhor gestão de qualidade nas empresas.

Quer saber mais sobre essa importante certificação e por que contratar uma empresa com esse selo? Então venha descobrir agora tudo sobre a ISO 9001.

 

O que é a ISO 9001?

A certificação ISO 9001 é uma das normas de qualidade mais importantes do mundo e está presente em quase 200 países. Ela permite que uma empresa elabore um Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ) para garantir um melhor atendimento e prestação de serviço para seus clientes.

A ISO 9001 pode ser implementada em qualquer tipo de empresa, independente do seu setor ou tamanho.

Essa norma visa assegurar que a empresa esteja legalmente comprometida em cumprir a  sua parte do acordo estabelecido em contrato dentro do prazo previamente combinado com o cliente.

A gestão da qualidade implementada busca corrigir defeitos internos nos processos de uma empresa, garantir a padronização da logística de entrega dos produtos e auxiliar no planejamento estratégico.

Quando uma empresa é certificada com o ISO 9001, ela obtém um selo de qualidade internacional e estabelece um vínculo de qualidade com seus clientes.

 

Quais os benefícios de contratar uma empresa com a certificação ISO 9001?

Primeiramente é essencial entender que a certificação não é obrigatória para nenhum negócio. Empresas que se submetem a buscar a certificação estão preocupadas com a qualidade da sua gestão e dos serviços oferecidos.

Além disso, a ISO 9001 é uma norma aprovada e reconhecida internacionalmente. A certificação é a segurança de uma boa relação que a empresa busca ter com seus clientes.

Outro benefício é a otimização da produtividade e desempenho. A Gestão de Qualidade corrige processos internos da empresa e, consequentemente, melhora a sua competitividade dentro do mercado.

O cliente tem garantia que os termos estabelecidos em contrato serão cumpridos dentro do prazo estabelecido.

Ao contratar uma empresa com a certificação ISO 9001, você estará contratando uma empresa com credibilidade, organização e garantia de qualidade.

 

A Solstar é certificada?

empresa ISO 9001

Temos muito orgulho em dizer que sim. A Solstar é uma das primeiras empresas no setor da energia solar a conquistar a certificação ISO 9001 no Brasil.

Estamos sempre buscando as melhores práticas e soluções para nossos clientes e funcionários. A ISO 9001 é resultado de muito trabalho e dedicação por parte da equipe Solstar para garantir a satisfação com nosso produto.

E esse foi só nosso primeiro passo rumo a objetivos cada vez mais ambiciosos.

Quer saber mais sobre a Solstar? Então clique aqui e descubra porque somos uma das empresas que estão mudando o mercado de energias renováveis no Brasil!

Learn More

Energia Solar em Apartamentos: Tudo o Que Você Precisa Saber

Energia Solar em Apartamentos

 

Com a popularização do sistema fotovoltaico no Brasil, as instalações estão sendo cada vez mais comuns. Segundo uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), apenas em 2020, houve um aumento de 70% das instalações comparadas com o ano anterior. 

Essa perspectiva otimista mostra que não apenas temos empresas e fazendas com grande interesse na energia solar, mas residências também estão partindo de um mesmo princípio para a economia e preservação do meio ambiente com este sistema elétrico.

A rotina de instalações, entretanto, pode gerar questões em diversos âmbitos, principalmente quando consideramos o uso de painéis solares em grandes metrópoles como São Paulo e Rio de Janeiro, que contam com a maior quantidade de prédios no Brasil, segundo pesquisa do ZAP Imóveis com a IBGE (2018).

Neste cenário, fica uma grande dúvida: a instalação de painéis solares é possível apenas em casas térreas?

Confira esta resposta e muitas outras curiosidades sobre o sistema de energia solar abaixo.

 

É possível ter energia solar em um apartamento?

como funciona energia solar em apartamento

A boa notícia é que sim! É possível instalar, distribuir e utilizar a energia solar independentemente do tipo de residência, inclusive em apartamentos.

Apesar de parecer mais difícil e até impossível, os prédios contam com estruturas similares às casas térreas para esse tipo de instalação e podem beneficiar um ou mais moradores em um só edifício com o uso da energia proveniente do sol.

É possível, também, analisar a construção de imóveis já considerando a instalação de painéis solares como parte estrutural e arquitetônica. Resultando, dessa forma, uma construção ainda mais agradável para moradores e futuros compradores.

 

Curiosidades da energia solar em edifícios

Apesar de ter os mesmos moldes de uma instalação em casas térreas, os edifícios contam com algumas particularidades que devem ser analisadas e respeitadas no momento da instalação. Confira algumas das curiosidades:

 

 

Instalação em varandas

Apesar de ser um procedimento comum em países da Europa, a instalação de energia solar nas varandas de apartamentos é possível, porém não é recomendada. No Brasil, grande parte do dia conta com o sol em pico; isso quer dizer que ele estará no meio do céu durante mais tempo do que nas laterais, ao nascer e pôr-do-sol.

 

 

Painéis solares na fachada

Seguindo a mesma linha de pensamento das varandas, o processo de instalação é, sim, possível nas fachadas dos prédios. Entretanto, a efetividade da captação e distribuição de energia não será a mesma pelas condições climáticas que temos em solo nacional.

 

 

Uso da cobertura e telhados

Caso o seu apartamento seja na cobertura do prédio, saiba que é possível e vantajoso que a instalação da energia solar seja feita neste local. A cobertura, por ter acesso direto aos telhados e a luz solar, é um local ideal para a conversão em energia limpa.

Entretanto, mesmo sem possuir uma cobertura, a instalação dos painéis solares ainda é possível nos telhados do prédio, local no qual terão mais captação a luz do dia e sem preocupações com o sombreamento, problema que pode acontecer com as instalações em varandas, por exemplo.

 

 

Energia individual e compartilhada

Apesar de ser uma vantagem para todos os moradores interessados neste tipo de sistema elétrico, é possível direcionar a distribuição de energia para apenas um apartamento, assim como para mais moradores e até para o prédio todo.

 

 

Autorizações e formalidades

Para que a instalação seja possível, é necessário acertar os meios burocráticos não apenas para o pagamento, mas autorizações internas do prédio no qual o painel solar será instalado. 

Caso a iniciativa da energia solar parte de mais moradores, pode ser interessante consultar a disponibilidade de investimento em conjunto e distribuição para mais apartamentos em um mesmo edifício. Afinal, quanto mais energia solar, melhores serão as contas de luz e redução de impactos ao meio ambiente.

Lembrando que caso distribuído entre dois ou mais apartamentos, os moradores também serão beneficiados no sistema de créditos concedido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

 

Como funciona a instalação do sistema fotovoltaico

O processo de instalação dos painéis solares em edifícios funciona nos mesmos moldes das instalações em casas térreas, com a exceção de autorização do prédio e outras partes que façam parte da construção e manutenção do local.

Considerando as particularidades já indicadas, é importante que o ciclo familiar interessado em partir para a energia fotovoltaica faça pesquisas avançadas sobre o assunto, encontre uma empresa de confiança e faça parte do planejamento inicial até a instalação.

Dentro das burocracias, é importante entender sobre a aprovação do projeto e sua homologação nos mínimos detalhes. Feito isso, a instalação é feita em alguns passos:

 

  • Preparo do local da instalação com desenhos e medição de onde será alocado o painel solar
  • Instalação de suportes para fixar o sistema
  • Colocação dos trilhos para fixar ainda o painel solar no local 
  • Instalação dos painéis sobre os trilhos e conexão de cabos
  • Conexão do painel solar ao inversor, além da instalação do inversor na rede elétrica do local

Durante a instalação no apartamento, também é importante considerar o kit de energia solar para o processo, que contará com:

 

  • Painéis solares
  • String box
  • Cabos de conexão
  • Conectores
  • Inversor solar
  • Estruturas de fixação

É sempre recomendado contar com parceiros especialistas no assunto e que tenham experiência no mercado de energia solar. Com os avanços no interesse nacional por esse meio alternativo de consumo elétrico, é possível encontrar diversas empresas qualificadas e ótimos profissionais para este acompanhamento.

 

Principais benefícios da energia solar

beneficios da energia solar

Os avanços na tecnologia são cada vez mais benéficos para as instalações fotovoltaicas. Neste sentido, além das economias na aquisição dos materiais, é possível mapear diversas vantagens provenientes da luz solar.  

Entenda os benefícios na aquisição de um sistema de energia solar:

 

  • Economia em até 95% na conta de luz
  • Utilização de uma energia limpa e com pouco impacto ambiental
  • Pode trazer retorno financeiro entre 4 e 6 anos 
  • Conta com leis de incentivo para o financiamento e linhas de crédito
  • A limpeza pode ser feita uma vez ao ano ou a cada 6 meses
  • Reduz a exploração de áreas verdes e o desmatamento
  • Ajuda a combater a poluição e o aquecimento global
  • Requer pouca manutenção e tem duração de até 25 anos

 

Vale a pena o investimento?

O sistema fotovoltaico não é considerado um investimento baixo. Entretanto, ao colocar no papel todas as vantagens que apresenta não apenas para o meio ambiente, mas para os custos com meios tradicionais de energia elétrica, ele é extremamente interessante. 

Contar com uma fonte de energia reutilizável, principalmente em um país tropical como o Brasil, tende a fazer com que esse negócio seja cada vez mais cativante, principalmente para a instalação em construções tão comuns quanto prédios. 

Além de ser possível a distribuição para mais de um apartamento, a energia solar pode abastecer tranquilamente um edifício inteiro contando com todos os materiais necessários, principalmente os inversores solares, que além de transformar a energia captada em eletricidade, são capazes do armazenamento para dias nublados ou durante à noite.

O investimento vale a pena tanto para os custos mensais dos consumidores, quanto para todo o processo de instalação que é bastante incentivado no país.

 

Simule gratuitamente

Fazer parte de um mundo mais solar nunca foi tão fácil! A Solstar conta com um simulador online e gratuito para que você possa entender detalhadamente o investimento na instalação de painéis solares. Simule agora clicando aqui.

Learn More

Manutenção do Painel Solar: Tudo Que Você Precisa Saber

Como qualquer tipo de equipamento, os painel solar também precisa de manutenção para prolongar a sua vida útil e funcionamento. Apesar de necessitarem de baixos cuidados, podendo durar até 25 anos, é importante considerar um item obrigatório para mantê-lo ativo: a limpeza desta instalação.

A sujeira acumulada nos painéis fotovoltaicos pode não apenas prejudicar a captação de energia, como reduzir o desempenho dos eletrodomésticos que contam com a luz do sol para o seu funcionamento.

Apesar disso, esse processo de manutenção é bastante simples e pode ser feito pelos próprios moradores ou funcionários da sua residência, comércio ou fazenda. Além de também ser possível a contratação de especialistas para que o processo seja feito uma vez ao ano, ou a cada 6 meses.

 

Como os painéis fotovoltaicos ficam sujos

manutenção energia solar

É comum notar o acúmulo de poeira ou objetos levados com o vento nos painéis solares, principalmente por essas instalações estarem completamente expostas à luz solar, chuva, animais e possíveis ventanias.

Neste sentido, os painéis instalados nos telhados da sua residência, fazenda ou comércio, podem contar com sujeiras da rotina como folhas e pó. Em cidades como São Paulo, na qual problemas causados pela poluição são frequentes, os painéis tendem a acumular finas camadas de poeira com o tempo.

O que você pode não saber é que esse tipo de sujeira impacta negativamente o funcionamento do sistema fotovoltaico. Mas, para isso, existe uma solução bastante simples: a manutenção do painel de energia solar.

 

Motivos para realizar a manutenção do painel fotovoltaico

A limpeza do seu painel solar é considerada uma manutenção simples para manter o funcionamento ideal da instalação. Portanto, é recomendado que esse procedimento seja feito pelo menos uma vez ao ano.

Em locais com mais poluição, tempo seco e poucas chuvas, o ideal é que o processo seja realizado a cada 6 meses para que os impactos causados pela sujeira sejam quase inexistentes.

Apesar dessa condição não reduzir a vida útil do painel fotovoltaico, ela causa perda de produção das instalações. O Laboratório Nacional de Energias Renováveis (NREL), nos Estados Unidos, indica que é possível notar 25% de perda na capacidade de produção e distribuição de energia quando os painéis estão sujos.

Segundo a mesma pesquisa, é possível notar que 30% de pessoas que possuem o sistema fotovoltaico, nunca fizeram quaisquer limpezas em seus painéis solares. É necessário levar em conta que quanto mais sujeira, menor será o desempenho dos dispositivos conectados à rede de energia solar.

A falta de manutenção pode afetar negativamente o sistema de energia solar, portanto, é sempre recomendado seguir as orientações passadas pela própria empresa de instalação, que também é uma das alternativas para manter o seu painel solar limpo.

 

Quem pode fazer a limpeza de um painel solar?

Comentamos como os painéis solares podem acumular sujeira e, também, sobre a redução significativa de produção dessa instalação, que pode chegar em até 25% de impacto para quem possui esse sistema de energia. Mas, afinal, como a limpeza pode ser feita?

Diferente do que se pode pensar, esse procedimento é bastante simples, basta contar com uma escova macia e um cabo grande que alcance o telhado do local. Por medidas de segurança, é sempre recomendado fazer esse procedimento no chão, evitando subir no telhado para qualquer tipo de limpeza.

O processo pode ser feito tanto em instalações residenciais, pelos próprios moradores, quanto em comércios, pelos funcionários já responsáveis pela limpeza local.

É importante ressaltar que quanto maior o local, maior será o painel solar e é possível que os equipamentos disponíveis não sejam o suficiente para uma limpeza completa. Caso note que existe um acúmulo muito grande de sujeira no painel fotovoltaico, ou algum espaço que não seja possível alcançar, contate a empresa que realizou a instalação.

 

6 passos necessários para limpar os painéis solares

manutenção energia solar

Parece difícil, mas esse processo de manutenção do painel solar é bastante simples e pode ser aperfeiçoado com a prática! Confira 6 dicas essenciais para melhorar ainda mais o rendimento na limpeza do seu sistema de energia solar:

 

  1. Desligue o sistema fotovoltaico para realizar a manutenção seguindo o manual ou orientações já deixadas pela empresa de instalação
  2. Nunca suba no telhado para fazer a limpeza! Tenha em mente que a segurança nesse tipo de procedimento é essencial
  3. Use uma escova macia e um cabo de longa extensão que alcance o telhado da sua residência ou comércio sem necessidade de subir em escadas ou no telhado
  4. Para melhorar ainda mais o processo de limpeza, use uma mangueira de bico adequada para que jatos de água cheguem até as áreas mais distantes do painel. Tenha cuidado: não aplique pressão e não bata a mangueira nos painéis para não prejudicar a instalação
  5. Aproveite os dias nublados para a limpeza dos painéis solares! Se o dia estiver ensolarado, a água irá evaporar com facilidade, dificultando o processo
  6. O melhor horário para a limpeza é durante a manhã. Isso porque a umidade durante a madrugada tende a amolecer a sujeira acumulada nos painéis, fazendo com que a limpeza neste período seja mais fácil

 

Além de seguir as recomendações feitas pela instaladora, é importante não usar objetos metálicos ou produtos químicos no processo de limpeza. Esses itens podem riscar os painéis fotovoltaicos e prejudicar o desempenho da instalação.

Caso sinta a necessidade de usar algo além da água para remover os resíduos, contate a empresa de energia solar de sua preferência para que esse procedimento possa ser realizado com equipamentos qualificados para esse tipo de manutenção.

 

O efeito da chuva nos painéis solares

Os dias chuvosos podem fazer com que o seu sistema fotovoltaico tenha uma redução de captação de energia, entretanto eles são momentos ideais para a limpeza natural desta instalação.

Em locais que contam com chuvas semanais, por exemplo, espera-se que esse próprio fenômeno meteorológico se livre das camadas de poeira e outros tipos de sujeira que podem ser encontradas nos painéis.

Mesmo assim, é recomendado que a manutenção do painel solar seja feita com a periodicidade de 1 ano, ou a cada 6 meses, para manter o desempenho do seu sistema durante os seus até 25 anos de vida útil.

 

Invista em uma energia limpa 

O sistema fotovoltaico conta com diversas vantagens para o meio ambiente e para o bolso dos consumidores. Na Solstar, o processo de instalação é feito por pessoas especializadas e materiais de ponta para o melhor desempenho possível do seu painel solar.

Quer saber como fazer parte de um mundo cada vez mais solar? Acesse nosso site e comece descobrindo o investimento necessário para a sua instalação. Clique aqui para simular e reduzir a sua conta de luz agora mesmo!

 

Learn More

Sun setting behind the silhouette of electricity pylons

O que é Geração Distribuída de Energia?

O que é Geração Distribuída de Energia?

Como o próprio termo sugere, Geração Distribuída consiste na geração de energia elétrica no local de consumo, ou próximo dele, por meio de um sistema conectado à rede pública, para a qual será distribuída a energia excedente após o consumo próprio.

Regulamentada pela Agência Nacional de Energia Elétrica e oferecendo inúmeras vantagens ao consumidor-gerador ou prosumidor (expressão derivada do termo prosumer, que em inglês significa — producer and consumer), a Geração Distribuída pode ocorrer por meio de fontes de energia renováveis como a energia solar, eólica, além da energia proveniente de usinas hidroelétricas.

 

Geração Distribuída

energia solar no brasil

Data de 2004, por meio do Artigo 14º do Decreto Lei nº 5.163 de 2004, o surgimento da definição de GD: “considera-se geração distribuída a produção de energia elétrica proveniente de empreendimentos de agentes concessionários, permissionários ou autorizados, incluindo aqueles tratados pelo art. 8o da Lei no 9.074, de 1995, conectados diretamente no sistema elétrico de distribuição do comprador, exceto aquela proveniente de empreendimento:

I – hidrelétrico com capacidade instalada superior a 30 MW; e

II – termelétrico, inclusive de cogeração, com eficiência energética inferior a setenta e cinco por cento, conforme regulação da ANEEL, a ser estabelecida até dezembro de 2004.”

Tendo como principal característica a proximidade entre geradores e seus consumidores, podendo estar na própria unidade consumidora ou próximo a ela, a geração distribuída é uma modalidade estratégica de geração de energia elétrica de forma descentralizada que emprega geradores de pequeno porte.

 

Entenda melhor

O principal contraponto em relação ao modelo tradicional de geração centralizada, que se utiliza de grandes usinas como as hidrelétricas e termelétricas, está justamente na proximidade, considerando que as grandes usinas são distantes dos centros de consumo, demandando assim o transporte da energia por meio das linhas de transmissão de longa distância.

Na época da sua conceituação, em 2004, a geração distribuída ainda não era tão acessível aos consumidores quanto nos dias de hoje em que a energia solar no Brasil, por exemplo, vem ampliando cada vez mais o seu alcance. Um fator de destaque entre os contribuintes para o aumento desta acessibilidade, é a Resolução Normativa no. 482/2012.

Posteriormente revisada e ampliada pela RN 687/2015, foi a RN 482/2012 que permitiu que consumidores comuns tivessem acesso à rede de distribuição de baixa tensão a fim de produzir energia elétrica para consumo próprio. 

Para tanto, estabeleceu as condições que regulam a injeção de geração distribuída na matriz energética, permitindo o uso de qualquer fonte renovável instalada em unidade consumidora e conectada na rede de distribuição e definiu os seguintes conceitos:

  • Microgeração distribuída: a central geradora com potência instalada de até 75 quilowatts (KW);
  • Minigeração Distribuída: aquela com potência acima de 75 kW e menor ou igual a 5 MW.

Exemplificando: é como realizar a instalação de um sistema de energia solar residencial e fazer a sua respectiva conexão à rede de distribuição pública. Assim, após atender a demanda da residência, a energia elétrica gerada pelo sistema fotovoltaico será injetada na rede de distribuição, contribuindo com outras unidades consumidoras.

 

E quais são as regras da Geração Distribuída?

Embora tenha inúmeras razões para incentivar o crescimento da geração distribuída no Brasil, é natural que a ANEEL não o faça sem estabelecer uma série de regras básicas. É por isso que, desde o dia 1o de março de 2016, as regras definidas pela RN 482/2012 e aperfeiçoadas pela RN 687/2015 estão em vigência, regulando as condições da GD. Conheça:

  • É permitido o uso de qualquer fonte renovável, além da cogeração qualificada, denominando-se microgeração distribuída a central geradora com potência instalada até 75 quilowatts (KW) e minigeração distribuída aquela com potência acima de 75 kW e menor ou igual a 5 MW;
  • Quando a quantidade de energia gerada for superior à energia consumida no período, o consumidor fica com créditos que podem ser utilizados nas faturas seguintes, em até 60 meses; 
  • Os créditos podem ser utilizados para abater o consumo de outras unidades consumidoras do mesmo titular, desde que na área de atendimento da mesma distribuidora, este processo foi intitulado como auto-consumo remoto;
  • Possibilidade de instalação de geração distribuída em condomínios, nos quais a energia gerada pode ser dividida em cotas entre os condôminos;
  • Possibilidade de geração compartilhada, modelo de consórcio ou cooperativa no qual um grupo de interessados instalam uma micro ou minigeração distribuída e utilizam a energia gerada para redução das suas faturas;
  • Estabelece prazos para processos, padronização de formulários para solicitação de conexão e definição de responsabilidades atribuídas aos clientes, a empresa responsável pela implantação do sistema e a distribuidora.

 

E as vantagens da Geração Distribuída, quais são?

Geração Distribuída de Energia Solar

A geração distribuída oferece inúmeras vantagens e benefícios, não apenas para o consumidor-gerador, como também para todo o sistema elétrico no qual está instalada. Isso explica porque ela vem sendo tão estimulada pela ANEEL e demais órgãos regulatórios nos últimos anos.

Entre os benefícios para o sistema, estão: 

  • Redução ou adiamento de investimentos em expansão dos sistemas de transmissão e distribuição, uma vez que a energia elétrica gerada acima da demanda da unidade consumidora contribuiu para o atendimento à demanda de outras unidades consumidoras ligadas à mesma rede;  
  • Baixo impacto ambiental, visto que são permitidos somente sistemas de fontes renováveis, como a energia solar fotovoltaica, utilizando assim uma energia limpa e cuja instalação e geração não têm impacto ambiental; 
  • Redução no carregamento das redes, considerando que a unidade consumidora quase alcança a autossuficiência energética, deixando assim de demandar a rede e ainda podendo contribuir com unidades consumidoras próximas;
  • Minimização das perdas com a descentralização da geração, uma vez que dispensa-se o transporte da energia a longas distâncias, o que ainda torna o sistema elétrico mais eficiente, além de evitar altos investimentos em linhas de transmissão; 
  • Diversificação da matriz energética pela rápida expansão da oferta de eletricidade no país, proporcionada pela geração distribuída, promovendo redução de custo e  aumento de disponibilidade de energia elétrica no país.

 

O consumidor-gerador também tem vantagens?

Vamos tomar como base a instalação de um sistema de energia solar fotovoltaico, uma das mais utilizadas e acessíveis formas de gerar energia elétrica a partir de uma fonte renovável e, consequentemente, habilitar-se para a geração distribuída.

A simples opção pela energia solar residencial ou energia solar para empresas já traz consigo inúmeros benefícios, como, por exemplo, a redução da sua conta de energia em até 95% ou ainda as muitas vantagens da energia solar para empresas.

No entanto, ser um consumidor-gerador no Brasil nos dias de hoje, tem ainda alguns pontos que merecem destaque:

  • A sua unidade consumidora gera, ao longo do dia, mais energia elétrica do que consome, logo, o excedente é convertido em créditos para custear, por exemplo, a energia da concessionária que você consumiu à noite;
  • Se o sistema fotovoltaico for instalado na sua empresa, o crédito da energia excedente pode ser utilizado para abater a conta de energia da sua casa e vice-versa, desde que estejam na mesma rede, claro;
  • Você faz um investimento sustentável;
  • Além de ajudar a cuidar do meio ambiente, você contribui com a rede elétrica pública, apoiando para que não falte energia na sua cidade.

 

Seja com a mini ou microgeração, em casa, no condomínio ou na empresa, habilitar-se para a geração distribuída utilizando um sistema de energia solar fotovoltaico é contribuir com a sua economia, com o meio ambiente e com o desenvolvimento de toda a rede na qual você está conectado. E, para tudo isso, você pode contar com a qualidade e a experiência da Solstar.

Que tal planejar o seu projeto de geração distribuída agora mesmo? Faça uma simulação grátis sem compromisso e descubra como podemos ajudar com o seu projeto!

Learn More

Energia Solar: Como é e Quanto Custa a Instalação?

Manutenção e investimentos de um sistema solar

 

A instalação de um sistema de energia solar tem sido um assunto cada vez mais popular quando falamos sobre redução de custos e preservação do meio ambiente. Esse sistema é conduzido diretamente pela luz solar e consegue abastecer e armazenar energia para sua casa, fazenda ou comércio, independente da sua necessidade. 

Esse tipo de instalação não costuma ser complexo, mas é necessário a contratação de uma empresa especializada e com bom histórico, além de equipamentos para que seja possível o funcionamento pleno do seu painel solar. 

Uma das maiores dúvidas no momento de pesquisa neste meio alternativo de energia são as formas de instalação e, é claro, os valores e quais os retornos que este investimento traz para o bolso do consumidor. 

Confira tudo o que você precisa saber sobre esse assunto!

 

Processo de instalação da energia solar

quanto custa instalar energia solar

Antes mesmo de comprar os equipamentos e iniciar a instalação, existem alguns passos importantes que você precisa seguir para garantir o funcionamento ideal do seu sistema fotovoltaico e saber quanto custa instalar a energia solar. Confira as 5 etapas para seguir nesse processo:

 

Pesquise sobre o assunto

Qualquer investimento precisa ter uma pesquisa prévia. Este é o passo inicial para quem deseja substituir meios tradicionais de energia elétrica para o sistema fotovoltaico. É importante informar-se em sites confiáveis que consigam passar as informações com clareza neste primeiro momento. 

 

Descubra o seu consumo atual

Saber quanto a sua residência ou comércio precisa de energia para funcionar é um passo essencial para qualquer projeto. Por isso, confira na sua conta de luz o consumo do local em kWh. Com essa informação, será possível iniciar o projeto fotovoltaico e o tamanho necessário para o sistema. 

 

Procure um fornecedor

Após a pesquisa e informações necessárias, é preciso buscar um fornecedor qualificado para a sua instalação. Essa é uma etapa de extrema importância, uma vez que as instalações devem suprir as necessidades da sua casa, fazenda ou comércio. 

 

Desenvolva o projeto

Com todos os dados em mãos, a empresa começará o projeto de energia fotovoltaica para o local escolhido. Existem diversas etapas internas e cada empresa trabalha de uma forma. Entretanto, como base, pode-se considerar: 

  • Visita técnica para conhecer fisicamente o local e formalizar o orçamento
  • Desenvolvimento do projeto para a instalação da placa solar e dar andamento nas conexões necessárias do seu sistema à rede 
  • Escolha do local mais adequado para a instalação do painel solar e do inversor solar, que ficam em locais separados
  • Homologar a instalação junto à distribuidora de energia
  • Partir para os retoques finais e seguir com a instalação dos materiais no local

 

Instalação do painel solar

Agora é hora de colocar em prática! Com o projeto aprovado e homologado, chegou o momento da empresa instalar o sistema de energia solar no local. Essa etapa conta com algumas obrigações, como:

  • Preparo do local da instalação com desenhos e medição de onde será alocado o painel solar
  • Instalação de suportes para fixar o sistema, podendo ser necessária a remoção de algumas peças de telha ou aparafusamento direto em telhas de metal
  • Colocação dos trilhos para fixar ainda mais o painel solar no local instalado
  • Instalação dos painéis solares sobre os trilhos e conexão de cabos
  • Conexão do painel solar ao inversor, além da instalação do inversor na rede elétrica do local

Lembre-se: é recomendado sempre ter o acompanhamento de especialistas durante a instalação, uma vez que o processo necessita de um kit de energia solar e pode ser perigoso caso você não tenha experiência ou conhecimento técnico.

 

O que vem no kit de energia solar?

kit energia solar

Para conseguir andar com o projeto fotovoltaico, são necessários alguns materiais que garantem o pleno funcionamento e distribuição de energia para sua casa, comércio ou fazenda. 

Entre os produtos necessários, estão:

  • Painéis solares
  • String box
  • Cabos de conexão
  • Conectores
  • Inversor solar
  • Estruturas de fixação

É indicado que esses itens sejam adquiridos pela própria empresa de instalação, uma vez que muitas já trabalham com fornecedores fixos e de confiança dentro do mercado.

 

Quanto custa o processo para instalar energia solar

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como funciona a instalação de um projeto fotovoltaico, é hora de considerar alguns dos possíveis custos para a instalação. Confira:

 

Projeto e instalação

A compra do kit de energia, desenvolvimento do projeto e a instalação em si são os principais custos quando falamos de um modelo de energia solar. Esses itens serão considerados em um só orçamento pela empresa escolhida e podem receber benefícios de financiamento por empresas públicas e privadas. 

Atualmente, o Brasil conta com cerca de 70 linhas de incentivo que podem baratear os custos dessa mudança. 

 

Manutenção

O sistema fotovoltaico exige pouca manutenção e prevê até 25 anos de funcionamento. Entretanto, ocasionalmente, pode ser necessário investir na limpeza dos painéis solares uma vez ao ano. Esse processo é recomendado para que o funcionamento não seja prejudicado com o passar dos anos. 

Outro item que deve ter a sua atenção durante a manutenção são os inversores solares. Esse item tem a vida útil de 5 a 10 anos e o ideal é que a empresa instaladora faça essa troca. 

Vale ressaltar que o impacto financeiro da manutenção é mínimo e representa menos de 1% dos custos totais do sistema.

 

Garantias do sistema fotovoltaico

Assim como qualquer outro produto, o sistema de energia solar também conta com garantia em todos os itens utilizados para a instalação. Esse período pode variar de acordo com o fornecedor, mas tendem a manter-se na mesma média:

  • Painel Solar: 25 anos 
  • Inversor solar: 5 a 10 anos 
  • Cabos e conectores: 10 anos (mínimo)
  • Estrutura de fixação: 10 a 15 anos
  • Sistema de energia solar: 1 a 5 anos

 

Vale a pena o investimento?

Claramente este não é um processo extremamente barato, entretanto, é válido reforçar que as vantagens de ter um sistema fotovoltaico superam as expectativas dos consumidores e tem longa durabilidade. 

O sistema de energia solar é conhecido justamente pelos retornos financeiros a curto e longo prazo que trazem para quem o instala, sendo possível ter uma redução da conta de luz de forma instantânea, que consegue devolver o investimento da própria instalação em até 6 anos

Além disso, os incentivos públicos e privados têm crescido cada vez mais no Brasil, sendo possível adquirir meios de financiamento e parcelamento da compra. 

 

Simule grátis a sua energia solar

Está ficando cada vez mais fácil fazer parte de um mundo solar. Por isso, a Solstar deseja ajudar nas próximas etapas da sua pesquisa sobre as instalações fotovoltaicas. Simule de forma online e gratuita a sua instalação e comece a planejar o seu futuro hoje mesmo. Clique aqui para simular e saber como reduzir custos com energia solar!

Learn More

Energia elétrica é cara ou muito cara para 84% dos brasileiros

84% dos brasileiros consideram a energia elétrica cara ou muito cara

 

De acordo com pesquisa do Ibope e da Associação Brasileira dos Comerciantes de Energia (Abraceel) em 2020, 84% dos brasileiros acreditam que os preços da energia elétrica no Brasil são caros ou muito caros.

Nos últimos anos, a insatisfação das pessoas com o pagamento de eletricidade aumentou muito. Isso pode ser verificado quando analisamos dados de estudos anteriores. Em 2014, quando a pesquisa foi feita pela primeira vez, apenas 67% dos entrevistados achavam que a conta de energia elétrica era cara ou muito cara.

 

O que leva a conta de energia elétrica ser tão cara?

como economizar no preço da energia elétrica

Ainda na pesquisa, os entrevistados foram questionados por que eles acham que o preço da energia elétrica é alto no Brasil. 55% dos entrevistados acreditam que o culpado é o caro imposto sobre as contas de luz. 28% das pessoas já acreditam que o problema está na falta de concorrência do setor.

Para Reginaldo Medeiros, presidente da Abraceel, há um motivo para a insatisfação do brasileiro: “os governos estaduais têm muita facilidade em arrecadar imposto por meio da conta de luz, então incidem diversos impostos – federais, estaduais – e o consumidor percebe que a energia é cara devido aos muitos tributos”.

 

Sonho de produzir sua própria energia limpa

A relação do Brasil com a produção de energia limpa também pode ser analisada. 17% dos entrevistados responderam que considerariam o uso de energia limpa ao escolher um fornecedor de energia. Em 2017, esse número era de apenas 13%.

Quando se trata de gerar sua própria energia, os dados são ainda mais interessantes. 90% dos brasileiros pesquisados ​​estão interessados ​​em iniciar a produção de energia limpa em suas casas.

 

Como economizar no preço da energia elétrica?

Quer descobrir como diminuir o preço da conta de luz? A resposta é simples. O melhor investimento para isso é o sistema de energia solar fotovoltaica.

Além de produzir energia limpa e renovável, você pode economizar até 95% na sua conta de eletricidade.

 

Não perca tempo! Confira todos os benefícios da energia solar para você e toda sua família.

 

Você está interessado em iniciar sua própria produção de energia e economizar nas tarifas no final de cada mês? Escolha a Solstar para realizar o seu sonho, uma empresa com muitos anos de experiência no mercado fotovoltaico.

Clique aqui e faça uma rápida simulação para descobrir o quanto você vai economizar com energia solar!

Learn More

Vantagens da Energia Solar para o Seu Verão

Vantagens da energia solar no Verão

 

No verão, os gastos com eletricidade residencial costumam aumentar muito, principalmente devido ao uso de aparelhos de ar condicionado e ventiladores. A melhor opção para reduzir despesas e ainda poder se refrescar em casa é investir e aproveitar as vantagens da energia solar.

Sendo a estação mais quente do ano, o dia dura mais que a noite. Desta forma, os seus painéis solares fotovoltaicos absorvem mais energia do sol e distribuir a eletricidade por todos os cômodos da sua casa, economizando até 95% nas contas de luz.

Descubra agora mais algumas vantagens incríveis da energia solar para o seu verão!

 

Mais sol, mais energia solar

Vantagens da energia solar no verão

O Brasil é um dos países que mais recebe irradiação solar no mundo todo. Assim o país se torna um mercado muito atrativo e cheio de vantagens para a instalação do sistema de energia solar, principalmente durante a estação mais quente do ano.

Ao contrário do inverno, os dias são mais longos durante todo o verão e o sol brilha por mais tempo no céu. Obviamente, isso é muito útil para o seu sistema fotovoltaico, pois recebe mais iluminação solar e acumula mais crédito – que podem ser usados ​ durante os períodos sem sol.

 

Chuva para manutenção

Mesmo um fator que poderia ser uma das desvantagens do verão se torna uma das vantagens da energia solar.

Durante a estação, as chuvas diurnas geralmente aumentam, o que é útil para remover o excesso de poeira e excremento de aves nos painéis solares.

Mas não pense que a chuva substituirá a limpeza dos sistemas fotovoltaicos. Continua a ser necessária uma manutenção a cada 6 meses, podendo ser feita pelo proprietário ou empresa responsável pela instalação da energia solar.

 

Use a luz do dia para iluminação

Você pode equilibrar o seu uso de energia para equilibrar a sua conta de eletricidade durante o verão. Deixe as janelas abertas para utilizar a luz natural e não precisar da luz de lâmpadas. Além disso, o banho mais gelado e refrescante consome menos energia.

Fazendo esse equilíbrio, toda a energia elétrica gerada pelo seu sistema de energia solar pode ser utilizada no consumo instantâneo, como é o caso do ar condicionado e ventiladores.

Com a instalação dos painéis solares e utilizando a luz do sol ao seu favor durante o verão, sua casa vai poder reduzir até 95% na conta de luz ao final de cada mês.

 

Não deixe de conferir outras vantagens da energia solar para qualquer estação do ano

 

Depois de descobrir essas ótimas vantagens da energia solar ficou interessado em fazer um orçamento para a instalação de um sistema fotovoltaico na sua casa? Então não perca tempo, escolha a Solstar para auxiliar, empresa com anos de experiência no mercado e uma equipe altamente qualificada.

Faça uma rápida simulação sem compromisso e descubra o quanto você está deixando de economizar!

Learn More

Energia Solar Residencial e o Home Office

Gasto de energia no Home Office

 

A Covid-19 é uma realidade que tem afetado a situação de todo o mundo. Com o aumento do número de casos, várias empresas mantiveram seus funcionários no home office. À medida que as casas se transformam em escritórios – levando ao aumento do preço da eletricidade – a energia solar residencial se tornou um sonho desejado para os brasileiros.

Sempre que pensamos em como reduzir o preço da conta de luz, o sistema fotovoltaico e seus benefícios é a escolha que vale mais a pena. Continue lendo para saber por que a energia solar vai ser o seu melhor investimento durante a pandemia.

 

Aumento no preço da conta de luz

Com as famílias passando mais tempo em casa, o consumo instantâneo de aparelhos eletrônicos (que ficam mais tempo ligados) e a tarifa de energia ao final de cada mês aumentam.

De acordo com pesquisa do Ilumina (Instituto de Desenvolvimento do Setor Energético), nos últimos 20 anos as tarifas de energia elétrica subiram 107% acima do índice de inflação.

Como o gasto com eletricidade cresce a cada dia durante este período difícil da pandemia, a necessidade de encontrar alternativas para reduzir o preço da conta de luz aumentou muito.

Por isso a energia solar residencial é o melhor investimento para o seu home office. Com isso, você pode seguir trabalhando de casa sem ser pego de surpresa no final do mês com o valor gasto em eletricidade.

 

Energia solar residencial vale a pena?

Energia solar residencial vale a pena

Foto de cottonbro no Pexels

Instalar energia solar em casa pode reduzir até 95% no preço da sua conta de luz. É a melhor solução para quem sempre sonhou em não ser mais refém das oscilações nas tarifas de energia.

Um sistema fotovoltaico produz energia limpa e renovável por 25 anos, sendo um investimento que gera economia tanto a curto, como a longo prazo. Além disso, você está preservando o meio ambiente para futuras gerações.

 

Faça as contas e comprove! A conta de energia alta é um gasto muito grande e você pode resolvê-lo. Escolha uma empresa como a Solstar, a melhor opção no mercado de energia solar, com uma equipe altamente qualificada para instalar sua energia solar residencial!

Fale conosco e faça um orçamento sem compromisso!

Learn More

Os Cuidados na Instalação de um Sistema Fotovoltaico

A falta de cuidados pode comprometer a segurança das instalações e o retorno do investimento

 

A instalação de um sistema fotovoltaico valoriza seu imóvel, preserva o meio ambiente e ainda é a melhor opção para quem sempre sonhou em reduzir o valor da conta de luz.

Mas mesmo com vários benefícios, é preciso cuidados para o investimento em energia solar não virar um pesadelo e ter péssimos resultados.

É necessária uma avaliação rigorosa das condições do imóvel onde serão instalados os painéis solares. Além de questões estruturais e de infraestrutura elétrica, preste atenção aos requisitos da equipe de instalação.

Abaixo listamos os principais cuidados que o responsável pela instalação do sistema fotovoltaico deve prestar atenção:

 

Profissionais qualificados

É importante escolher uma empresa com experiência e resultados comprovados, que será responsável por todo o processo de instalação do sistema de energia solar fotovoltaica.

Uma equipe técnica com treinamentos e certificados atualizados fornece as medidas preventivas necessárias para cada imóvel. Além disso, ela soluciona quaisquer problemas que possam surgir durante a instalação.

 

Equipamentos de qualidade

Equipe para instalação de um sistema fotovoltaico

Uma equipe preparada é inútil se não tiver acesso aos melhores equipamentos. As empresas líderes no mercado de energia solar no Brasil trabalham com as tecnologias de painéis solares, inversores e módulos fotovoltaicos mais avançadas do mundo.

Fique atento ao registro do equipamento, que deve ter certificados de verificação válidos e aprovados com o selo do INMETRO.

Todos os materiais devem ser de alta qualidade, principalmente os utilizados no processo de instalação e para a segurança da equipe.

 

Telhas

O cuidado com as telhas é importante, principalmente para não comprometer a segurança dos instaladores. As más condições do telhado causam insegurança a toda a equipa responsável pela instalação dos sistemas fotovoltaicos.

A construção, o encaixe entre os ladrilhos e o estado da cumeeira devem ser avaliados para determinar possíveis riscos de vazamento e infiltrações.

Mesmo em boas condições, o telhado pode rachar durante a instalação. Por este motivo, telhas do mesmo modelo devem ser fornecidas com antecedência para possível substituição.

Não se esqueça de verificar se o modelo original das telhas ainda podem ser encontrados e quais são suas dimensões corretas. A alteração de medidas diferentes causará encaixes soltos e aumentará o risco de vazamento.

Caso as telhas forem frágeis ou o modelo utilizado estiver ultrapassado, recomenda-se a substituição completa do telhado onde será instalado o sistema fotovoltaico.

 

Estrutura do telhado

Antes de instalar o sistema de energia solar, é necessário analisar detalhadamente a estrutura geral de suporte do telhado. Em muitos casos, essa avaliação só pode ser feita visitando o forro do imóvel.

Na análise, os seguintes pontos devem ser considerados:

  • Ângulo de inclinação
  • Dimensionamento dos pilares
  • Vigas
  • Terças e caibros 
  • Medição dos vãos existentes 
  • Estado de conservação de todos os componentes. 

Caso sejam encontradas falhas como rachaduras e curvaturas na estrutura, isso pode indicar fragilidade. Para fazer uma avaliação precisa, recomenda-se que um profissional qualificado elabore um laudo da estrutura.

Se forem encontradas irregularidades, deve-se providenciar um reforço estrutural adequado antes da instalação do sistema fotovoltaico.

 

Evite choques elétricos

Cuidados para instalação de um sistema fotovoltaico

Por se tratar da instalação elétrica do imóvel, o instalador deve evitar qualquer tipo de choque elétrico.

Durante todo o processo de instalação, os painéis solares devem ser protegidos com uma cobertura opaca para evitar a captação de luz solar.

As ferramentas também precisam de atenção especial. Guarde-as em local isolado e seco para reduzir o risco de curto-circuito quando entrar em contato com equipamentos elétricos.

Até o fim da instalação, o instalador deve utilizar luvas e botas, além de equipamentos completos de proteção individual (EPIs) e coletivos (EPC).

 

Instalações elétricas

Identifique um ponto de conexão na sua estrutura elétrica que seja capaz de suportar toda a energia produzida por seu sistema fotovoltaico. Geralmente está localizado no quadro de proteção ou no padrão de entrada do imóvel.

Os fatores que precisam ser considerados depois de localizar o ponto de conexão:

  • Tensão de alimentação do quadro
  • Os disjuntores de proteção
  • A seção dos condutores de alimentação
  • A ocupação dos eletrodutos
  • O percurso por onde passarão os cabos do sistema fotovoltaico 
  • Estado de conservação dos quadros
  • O espaço físico disponível para instalação de novos componentes 
  • O aterramento do imóvel

O padrão de entrada do imóvel deve cumprir as normas atuais distribuidora de energia local para evitar reprovação na fiscalização. 

 

Sombreamentos

Antes da instalação do sistema fotovoltaico, encontre pontos que possam causar sombras no painel. Ao localizar, é necessário medir todos os obstáculos de sombreamento e a distância deles até a área da instalação.

Insira as medidas em um software apropriado para calcular o custo de produção. Erros na análise do sombreamento têm impacto direto no desempenho do sistema e, portanto, no retorno do investimento.

 

Ato da Instalação

Ato da instalação de um sistema fotovoltaico

Algumas outras precauções necessárias:

  • Os trabalhos em altura devem ser realizados por no mínimo 02 funcionários e um terceiro observador no solo.
  • Para acessar o telhado devem ser seguidas as normas de segurança para amarração de escadas ou montagem de andaimes.
  • Os painéis solares podem ser elevados por cordas, cabos com roldanas ou equipamentos específicos (como escadas motorizadas).
  • Para andar no telhado devem ser utilizadas tábuas de madeira para evitar que o peso se concentre nas telhas.
  • Ao final da instalação, todos os pontos de perfuração das telhas devem estar devidamente vedados.
  • Ter espaço suficiente no telhado para o pessoal autorizado circular para manter ou limpar os painéis, e equipamentos como antenas e caixas d’água.

A falta dos cuidados listados pode comprometer a integridade física da equipe e causar danos durante o processo de instalação. No caso de desempenho abaixo do esperado, o retorno do investimento do cliente também será afetado.

 

Para evitar dores de cabeça, é importante escolher uma empresa que prestará todos os cuidados na instalação do sistema fotovoltaico. A melhor opção do mercado é a Solstar, uma empresa com uma vasta experiência e uma equipe altamente qualificada.

Clique aqui para fazer uma rápida simulação e saber toda a economia que você está deixando de ter na sua conta de luz.

Learn More